METAS IDEALIZADORAS E A ESCOLARIZAÇÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: COM A PALAVRA, O PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO

  • Katia Rosa Azevedo

Resumo

A discussão sobre educação especial integrada à educação geral está na pauta das escolas, do governo, das famílias e da sociedade, com elevada adesão. Entretanto, considera-se a relevância dos sentimentos que atravessam as práticas de escolarização regular dos professores quanto aos alunos com deficiência intelectual (DI) na inclusão. Essas reflexões basearam este estudo, cujo objetivo principal foi analisar os sentimentos relatados nas práticas de professores de jovens com (DI), em escolas regulares de ensino médio da rede pública de Brasília. Investigou-se a forma de compartilhar tais sentimentos com os colegas docentes. O estudo teve como base teórica a Psicanálise, buscando-se pensar a pedagogia de orientação inclusiva em relação aos determinantes psíquicos que escapam ao controle do professor no contexto da escolarização regular do aluno com DI. Foi utilizada a metodologia qualitativa, pela valorização do significado e da interpretação, visando a gerar conhecimentos aplicados a um contexto escolar particular. Nove professores do ensino médio participaram de entrevistas semiestruturadas, analisadas mediante uma adaptação da análise de conteúdo proposta por Bardin (2002). Os depoimentos dos professores revelaram sentimentos de medo e impotência, declarando que seus conhecimentos não facilitavam avanços cognitivos nos alunos com DI.  Reconheciam limites para alcançar o idealizado no ensino/aprendizagem. A despeito da boa intenção pedagógica, a deficiência representava um desafio a ser evitado. Os professores questionaram os próprios conhecimento para atuar como mediadores. A convivência com jovens com DI não constituía elemento provocador de novas respostas, já que as respostas declaradas eram de medo e impotência. E geravam entre os professores participantes e seus colegas uma a experiência compartilhada com os alunos com DI alicerçada na queixa, no lamento, prejudicando possibilidades prospectivas na escolarização desses alunos. Como resultado, reafirmavam-se as expectativas rebaixadas sobre eles. Palavras-chave: Escolarização regular. Jovens com deficiência intelectual. Ensino médio.  
Publicado
2016-05-20
Como Citar
ROSA AZEVEDO, Katia. METAS IDEALIZADORAS E A ESCOLARIZAÇÃO DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: COM A PALAVRA, O PROFESSOR DE ENSINO MÉDIO. Apae Ciência, [S.l.], v. 6, n. 1, maio 2016. ISSN 2317-3432. Disponível em: <http://apaeciencia.org.br/index.php/revista/article/view/86>. Acesso em: 23 nov. 2017.
Seção
Artigos