A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA PARA INCLUSÃO LABORAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

  • Cecília Gomes Muraro Alecrim

Resumo

A família possui um papel fundamental no processo de Educação e Inserção Profissional da Pessoa com Deficiência Intelectual (DI). Se a família consegue percebê-la como um indivíduo capaz de aprender, produzir, trabalhar, mesmo com limitações, isso contribui positivamente para o desenvolvimento de um sujeito ativo que constrói um projeto de vida e inclui o trabalho na vida adulta.  O contrário também acontece.         Assim, formulou-se a pesquisa em uma instituição especializada com o objetivo de verificar a expectativa dos familiares em relação ao programa de Educação Profissional e a Inserção Profissional de Pessoas com DI oferecido pela entidade. Para o estudo foi utilizada entrevista estruturada com questões abertas e fechadas, participando o responsável pelo aluno DI e utilizando-se análises quantitativas e qualitativas dos dados construídos. Pôde-se observar que a maioria dos responsáveis não espera da instituição a colocação do DI no mercado de trabalho, mas sim que ele receba atendimento ocupacional e acadêmico. Muitos recebem benefícios que impedem a inserção laboral e seus responsáveis não demonstraram interesse em abrir mão do benefício. Muitos esperam que a instituição contribua para uma vida mais independente em relação ao DI, mas não a relacionam ao trabalho. Constata-se a necessidade de um trabalho mais específico com os familiares, para que os mesmos possam contribuir no processo de inclusão laboral das pessoas com DI. Palavras-chave: Deficiência Intelectual. Inserção no Mercado de Trabalho. Família.  
Publicado
2016-05-20
Como Citar
GOMES MURARO ALECRIM, Cecília. A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA PARA INCLUSÃO LABORAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL. Apae Ciência, [S.l.], v. 6, n. 1, maio 2016. ISSN 2317-3432. Disponível em: <http://apaeciencia.org.br/index.php/revista/article/view/87>. Acesso em: 22 set. 2017.
Seção
Artigos