CENÁRIO DA APAE ANANINDEUA DIANTE DA PANDEMIA DE COVID-19: UM RELATO DE PRÁTICA

Autores

  • Cássia Juliana Alexandre da Silva
  • Dayane Cereja Ferreira da Silva
  • Meryane Caravelas do Anjos
  • Mariana do Ó Teixeira Santos
  • Rafaela Cunha Baia
  • Rosiene Silva Rodrigues
  • Sâmia Carolina Gomes do Rosário
  • Tais Silva Veloso

Resumo

O presente artigo tem como objetivo partilhar os desafios enfrentados e as possibilidades que se configuram perante a necessidade de adaptação dos atendimentos presenciais para o modelo remoto, em decorrência da Pandemia de COVID-19, ocorridos tanto no Centro de Atendimento Especializado “Mateus Henrique Furtado”, quanto no Centro de Atendimento Multidisciplinar de Saúde - CAMS “Wolnia Dowich” e no Setor de Serviço Social, tendo em vista que os três setores compõem a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE Ananindeua. A necessidade de urgência de troca de modelo de atendimento demandou mudança de planejamento, levando as equipes a buscarem meios que pudessem dar suporte para a continuidade da oferta dos serviços sem o contato físico antes tão comum. Fatores diversos comprometeram o atendimento remoto, levando as equipes a estarem em constante processo de avaliação e reavaliação de estratégias que sanassem dificuldades encontradas pelas famílias, pelas equipes e pelos atendidos. Cada setor desenvolve estratégias internas, além das articulações coletivas como equipe multidisciplinar, para que fossem contempladas as necessidades dos atendidos e para que eles se mantivessem ativos no decorrer do ano letivo. Apesar dos grandes desafios, a reformulação para “atender” o público-alvo apresenta resultados significativos, que instigam novas reflexões acerca da oferta dos serviços prestados pela instituição diante desse novo contexto.

Downloads

Publicado

2021-12-23